61 99643-3389
gnosebrasilia@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
11 ago 2019

SERVIR: A MEDICINA DA ALMA – A CURA PELA CARIDADE –

/
Postado por
/
Comentários0

SERVIR: A MEDICINA DA ALMA

– A CURA PELA CARIDADE –

 

O ser humano é vitima de sua própria inconsciência. Ignorando a saúde, arroja-se aos abismos da doença; cego à bem-aventurança, mergulha nas profundezas da infelicidade e da dor.

Em seu profundo adormecimento e avassalado por ignóbeis paixões,  passa pela vida de forma dramaticamente mecânica, como um tronco de árvore jogado em temperamental oceano. Levado pelas correntes marítimas, ora está parado, em imperceptível movimento; ora se agita revolto, levado pelas tempestades; ora submerge; ora é impulsionado para o alto e volta a cair nas águas do grande mar, completamente despido de vontade própria.

Assim é ‘o animal intelectual equivocadamente chamado ser humano’ – epíteto conferido e tantas vezes repetido pelo contemporâneo sábio gnóstico Samael Aun Weor.  Adormecido e subjugado por paixões bestiais, o ser humano se enreda numa fatal saga de doença, e o projeto divino do microcosmo teima em estacionar na alucinação de uma tragédia sem fim.

Contumaz cultivador de baixos padrões vibratórios, é sequestrado por correntes energéticas que o carrega a ilusórios e efêmeros prazeres, cuja contraface inevitável é a dor, na maioria das vezes, vestida de doença. E assim, deixa de aproveitar as correntes benfazejas para promover seu aprimoramento até que decide se rebelar.

Nesse processo de despertar da Consciência, os primeiros passos são dados às escuras. No exercício de Fé, aqueles que se rebelam contra a situação de miséria em que se encontram constumam seguir o conselho dos grandes mestres, mesmo que, inicialmente, não os compreendam.

Uma dessa redentoras lições, reiteradamente predicadas pelos Luminares do Mundo, é a grandiosa cátedra da Caridade. Jesus, Francisco de Assis, Samael Aun Weor, Paracelso, Buda e tantos outros aconselharam o serviço ao próximo como um dos pilares do auto-aperfeiçoamento e da conquista da elevação espiritual.

Mergulhados nesse grande oceano energético, quando nos entregamos conscientementes às elevadas e poderosissimas correntes vibracionais da Caridade, elevamos nosso padrão vibracional, permitindo não somente escapar do círculo deletério do prazer-doença, imunizando-nos contra muitos males, mas também contribuimos para equalizar as baixas energias emanadas pelos nossos irmãos sofredores, garantindo a estabilidade energética do próprio planeta.

E o que dizemos não é romantismo místico ou idealismo delirante. É irrefutável realidade, desvendada paulatinamente pelos acadêmicos.

No âmbito da Quântica, David R. Hawkins, a partir de estudos elaborou uma tabela em que identifica o nível vibracional de cada sentimento/emoção, verificando que quanto mais elevado o sentimento, maior a vibração em Hertz e maior o nível de consciência da pessoa que o vive. Por essa tabela, o Amor, no seio do qual podemos inserir a Caridade, tem a elevadíssima frequência de 500Hz, enquanto, no extremo mais baixo da mesma tabela, encontramos a vergonha, com a reduzida vibração de 20Hz. Segundo Hawkins, quanto mais nobre a emoção/sentimento, maior a vibração da pessoa que a cultiva e maior seu nível de Consciência. Outro aspecto estudado pelo acadêmico é o do equilibiro dessas cargas vibracionais emitidas pelo conjunto da humanidade. Em suas pesquisas, verificou que uma pessoa que vibra todo o tempo na frequência do Amor (500Hz) tem força para contrabalançar, isto é, anular a energia de 750.000 pessoas que vibram em níveis baixos de negatividade, como, por exmeplo, no sentimento da Apatia (50Hz).

Em quadrante mais interno de compreensão, a Caridade tem o poder de eliminar seculares dívidas contraída por nossa Alma em sua longa peregrinação. Conforme nos elucida a Gnose, a Lei do Karma é abrandada e até afastada pelas boas obras praticadas pelos endividados.

O Altíssimo não é vingativo, sádico ou cruel. Ele é, sim, Justiça, Misericórdia e Amor. Desse modo, quando o filho desviado aprende a lição e retifica sua conduta, o castigo não mais se faz necessário. À luz da Suprema Justiça, que sentido teria executar a pena capital ao homicida que, retificado, passou a salvar vidas?

Acalma o Leão da Lei, equilibrando os pratos da Balança por meio de boas obras.

Nos dias 26 e 27 de outubro de 2019, a Associação Gnóstica de Brasília e a Associação Gnóstica de Fortaleza promoverão o 1º Seminário Gnóstico de Saúde e Terapias Holísticas, na cidade de Brasília/DF no qual serão ministradas 15 palestras sobre diversas terapias, entre elas “Servir: A Medicina da Alma” que será proferida pelos autores deste artigo.

 

Josias D’Olival Junior e Sueli Andrade D’Olival são Instruntores e Coordenadores do Voluntariado  Servir – VOLSER da Associação Gnóstica de Brasília – AGB