61 98103-5127
gnosebrasilia@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
6 out 2017

O TAOÍSMO CHINÊS E O ENTESOURAMENTO DO CH’I

/
Postado por
/
Comentários0

O TAOÍSMO CHINÊS E O ENTESOURAMENTO DO CH’I

A mescla do folclore chinês e do longínquo Oriente, ciências ocultas, cosmologia, yôga, meditação, poesia, filosofia quietista e misticismo exaltado, pode ser englobada em uma só palavra: Taoísmo (doutrina que leva à união com o Tao).
Agora vejamos: Tao, literalmente, significa “caminho”, “via” ou “senda”. É o Todo, é a Unidade, o eterno e o Extenso. É também o Incognoscível.
Eis aqui uma versão que consideramos correspondente à realidade, a respeito do Imperador Amarelo, considerado como o fundador oficial do Taoísmo. A época a qual pertenceu o Imperador Amarelo, também conhecido como Huang Ti, remonta à Idade de Ouro da China (2852-2255 a.C.). A ele é atribuído o descobrimento e a transmissão do “segredo da imortalidade”. Huang Ti foi um dos Dragões de Sabedoria que governaram a China em seu período áureo.
É dito que suas investigações podem ser entendidas literal ou metaforicamente, e correspondem ao interesse que tinha Huang Ti pela cura das enfermidades, a fomentação da vitalidade e a prolongação do tempo normal de vida. Tudo isso o conduziu a tentar a transmutação da essência combinada masculina e feminina, de casais, com o fim de conseguir um corpo espiritual.
Segundo conta a lenda, Huang Ti conseguiu destilar o elixir de ouro. Tomou parte desse elixir e voou até o Reino dos Imortais, não sem antes transmitir a certas pessoas a receita. Estas pessoas são as que poderíamos chamar de Autênticos Taoístas.
Os Autênticos Taoístas, por meio da prática da doutrina, aspiravam converter-se em muito mais do que deuses. Entre as técnicas para conseguir seus objetivos, podemos destacar a Alquimia Secreta (tantrismo branco), que é composta de Yôga Dual e Yôga Interno, onde se requer como base essencial a quietude e um estado de perfeita espontaneidade. Mas, submergindo-nos no mais profundo, você poderá perguntar, em que consiste o chamado Yôga Secreto? Aqui revelamos alguns segredos:
Fala-se dos Três Tesouros, que formam a cúspide da filosofia oriental, que são: Ching (essência), relacionado com os fluidos sexuais, Ch’i (vitalidade) e Shen (espírito).
A refinação e transmutação dos Três Tesouros, a fim de incrementar o tempo de vida e o vigor do adepto, assim como aumentar e purificar sua reserva natural de espírito (energia sexual), constituem o núcleo essencial da prática dos que se propõem ao Taoísmo, tanto Yóguico como filosófico. O veículo da essência é o fluido sexual, que deve ser conservado com o maior cuidado e transformado em Ching, sutil, para reagir com Ch’i (vitalidade) e Shen (espírito). Mas, como fazê-lo?
O objetivo fundamental da alquimia interior ou yôga interno, que é a mesma Suprassexualidade, é fundir a energia superior e inferior para engendrar o Embrião Áureo, através de um controle estrito da energia sexual e da respiração.
Aprenda mais em nosso Curso Prático de Gnose, que iniciará em 21 de outubro, sobre os benefícios físicos, psicológicos, energéticos e espirituais do entesouramento do “Ch’i”, com técnicas ocidentais ensinadas por Samael Aun Weor, alquimista revolucionário da era de Aquário, também conhecidas como o Grande Arcano, Arcano AZF, Magia Sexual ou Tantrismo Branco.

Cleberson Richardes Corrêa é militar, instrutor e presidente da AGB