61 98103-5127
gnosebrasilia@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
24 out 2017

João Evangelista, o Discípulo Amado, o Verbo de Deus!

/
Postado por
/
Comentários0

João Evangelista, o Discípulo Amado, o Verbo de Deus!

A vida do Divino Rabi da Galileia, a Luz do Mundo, a maior história de todos os tempos, foi contada e recontada por diversas pessoas, ressaindo como principal fonte de inspiração os quatro Evangelhos canônicos. Desses quatro livros, o de João emerge como o único que narra a saga do Grande Mestre por uma ótica distinta, com peculiaridades que não aparecem nos três outros, ditos sinóticos (syn – junto e opsis – ver), porquanto, em sua maior parte, guardam idêntica narrativa.

A Luz do Mundo expressou-se na máxima plenitude no Cristo Jesus, o Sublime Nazareno, que agregou em sua órbita centenas de almas sedentas de Deus, das quais entraram para a posteridade 12, os seus discípulos.  É sobre o mais jovem deles que lançamos nossa atenção. Referimo-nos a João, o Evangelista.

João era judeu, filho de Zebedeu e de Salomé, e irmão de Thiago Maior (mais velho). Vale ressaltar que Salomé foi também discipula de Jesus, conforme assentado na Bíblia Gnóstica “Pistis Sophia”.

João é descrito na bíblia católica como sendo o mais jovem discípulo de Jesus – tinha por volta dos 24 quando foi chamado a seguir o Mestre – e também como aquele que esteve ao lado de Jesus durante toda a Paixão – desde a prisão à crucificação no Gólgota. João esteve ao pé da cruz, ao lado de Maria, Mãe do Nosso Senhor, e de Madalena. Essas três personagens emolduraram o quadro da Glória do Altíssimo. É tido como o discípulo mais longevo, tendo vivido, provavelmente, até os 94 anos.

Foram a ele dirigidas as célebres palavras ditas por Jesus no momento em que se encontrava pregado à cruz:

“Mulher, eis o teu filho; Homem, eis a tua mãe.”

Dentre suas obras mais conhecidas, em que pese algumas polêmicas sobre a autoria, destacam-se “O Evangelho de João”, “Primeira Epístola de João”, “Segunda Epístola de João”, Terceira Epístola de João” e o “Apocalipse”. Mas além, dessas, existe ainda o nominado “O Evangelho Apócrifo de João”, livro que compõe a Biblioteca de Nag Hammadi, conjunto de livros escritos por volta do século II dC, de natureza gnóstica, e que foi encontrada na cidade egípcia de mesmo nome, no ano de 1945.

O Apócrifo de João pinta em cores vivas e vibrantes a rica mitologia gnóstica e, a partir do mito de Sophia, descreve a criação, queda e redenção da humanidade. Segundo declarado no próprio livro, João recebeu essas revelações diretamente do Cristo Jesus ressurrecto.

A saga do Cristo Jesus tem especial importância para a humanidade porquanto esse Grande Mestre da Loja Branca abraçou a missão de viver em público o drama crístico, mostrando em sua própria carne e com seu exemplo a realização dos três fatores de revolução da consciência tão repetido pela Gnose: Morte Mística, Nascimento Espiritual e Sacrifício pela Humanidade.

Coube a João, seu Discípulo Amado, dar o testemunho do Amor do Mestre e registrar em palavras o que o Cristo lhe assoprou aos ouvidos!

Em sua compreensão alquímica, João é o Patrono dos Fabricantes de Ouro e, como parte autônoma e autoconsciente do nosso Ser Interno, é o que detém os segredos da Arte de transformar o chumbo da personalidade no ouro do espírito.

João, em outra oitava esotérica, representa o Verbo, o Exército da Voz, a Palavra Perdida, a Hoste dos Elohins Criadores. Aquele que desperta João em si alcança o Poder do Verbo. No trilho dessa ideia, o nome João guarda sua fonética sagrada fundamentada nas seguintes vogais: I – E – O – U – A – M – S, vogais que constituem um poderoso mantra de ativação dos nossos principais chackras.

Sobre João, o Evangelista, Samael Aun Weor, grande Mestre Gnóstico, assevera:

“Muitos creem que João, o Apóstolo do Mestre Jesus, desencarnou, mas não, ele não desencarnou. Velhas tradições dizem que mandou cavar sua sepultura, que se deitou nela, resplandeceu em luz e desapareceu (a sepultura ficou vazia).” (As Partes do Ser, ed. Esotera, 2017, p. 491)”

A Tradição Gnóstica nos dá conta de que João vive com o mesmo corpo físico que utilizou na Judéia, na época do Cristo Jesus, em Agarthi, acompanhando Melquisedeck, o Rei do Mundo.

Aquele que libertou seu João interno fala o verbo de Ouro.

Nesse próximo sábado (28/10/2017), a Associação Gnóstica de Brasília – AGB exibirá o belo filme “O Evangelho Segundo João”, com entrada franca, a partir das 17h30, em sua sede. O filme será precedido de uma palestra sobre a temática abordada.

Venham relembrar o Drama Cósmico do Cristo narrado pelo verbo amoroso do discipulo que sempre esteve ao lado do Mestre!

Que a PAZ esteja convosco!

 

Josias D’Olival Junior é servidor da Justiça do Distrito Federal e Instrutor da Associação Gnóstica de Brasília